top of page

Aplicando os 10 princípios do bom design de Dieter Rams [checklist]

Atualizado: 11 de dez. de 2023


!0 princípios do bom design de Dieter Rams


Você já parou pra pensar que o design vai muito além de criar algo bonito? É uma arte que tem o poder de transformar, inovar e até mesmo revolucionar a forma como interagimos com o mundo. E pra te ajudar nessa missão, Dieter Rams nos presenteou com os 10 princípios do bom design.


Vem comigo que vou te mostrar como os princípios desse cara podem ser a chave pra um design mais humano e atemporal!



O que são esses princípios de design e quem criou

No universo do design, os princípios são como as estrelas-guia que nos direcionam para a criação de projetos mais conscientes e impactantes. Mas antes de mergulharmos de cabeça nesses princípios, vamos entender um pouco mais sobre o gênio que os criou.


Quem é Dieter Rams?

Dieter Rams é mais que um nome no mundo do design, é uma verdadeira lenda. Nascido na Alemanha, ele revolucionou o design industrial nos anos 60 e 70, criando uma filosofia que até hoje é referência. Rams é o cara por trás do famoso conceito "menos, mas melhor", que prega a simplicidade e a funcionalidade acima de tudo.


Jonathan Ive, o designer chefe por trás dos produtos icônicos da Apple, uma vez disse: "Rams permanece absolutamente claro, tanto em termos de sua direção e valores, mas também em termos de sua produção". E é verdade, a influência de Rams pode ser vista em muitos produtos da Apple, uma marca que é sinônimo de inovação e design de ponta.


A importância dos princípios de Rams no mundo atual

Em um mundo onde somos constantemente bombardeados por informações e estímulos visuais, os princípios de Rams são mais relevantes do que nunca. Eles nos lembram da importância de voltar ao básico e focar no que é realmente importante.


Como o próprio Rams disse uma vez, "O bom design é o mínimo de design possível". É uma filosofia que nos encoraja a criar soluções que não são apenas bonitas, mas também úteis e atemporais.


10 princípios de um bom design

Ah, chegamos na parte que eu tava louca pra compartilhar com você! Os 10 princípios do bom design segundo Dieter Rams. Esses princípios não são regras, são uma verdadeira bússola pra quem quer se destacar no mundo do design. Então, pega um café e vem comigo nessa jornada de descoberta!


1. Inovador

A inovação é a alma do design, né? E aqui, não estamos falando apenas de tecnologia, mas de uma criatividade que quebra barreiras. Como Rams destacou, a inovação deve andar lado a lado com a tecnologia, mas nunca ser um fim em si mesma. É sobre criar soluções que vão além do convencional, que surpreendem e encantam.


2. Útil

Aqui a pegada é clara: o design tem que resolver problemas, não criar novos. É sobre criar produtos ou soluções que têm uma função clara e que realmente adicionam valor à vida das pessoas. Como Rams colocou, um bom design enfatiza a utilidade de um produto enquanto descarta tudo que poderia desviá-lo de sua principal função.


3. Estético

Beleza importa, mas não é tudo. Um bom design tem que ser agradável aos olhos, mas também ao uso. É sobre encontrar aquele equilíbrio perfeito entre forma e função, criando produtos que são tanto belos quanto úteis.


4. Compreensível

Nada de deixar o usuário perdido no meio de tantas informações, né? Um bom design é autoexplicativo, facilitando a vida de quem usa. É sobre criar soluções que falam por si mesmas, que são intuitivas e fáceis de usar.


5. Discreto

Aqui a ideia é clara: o design não é arte de museu. É uma ferramenta que deve permitir a autoexpressão do usuário, sem gritar por atenção. Como Rams disse, um bom design é como uma ferramenta, deve ser neutro e deixar espaço para a interpretação e personalização do usuário.


6. Honesto

Sem enrolação aqui, o design tem que ser honesto, sem prometer mais do que pode entregar. É sobre criar soluções que são verdadeiras, que cumprem o que prometem sem criar expectativas irreais.


7. Durável

Nada de design descartável por aqui! Um bom design é atemporal, criado para durar e resistir ao teste do tempo. Como Rams destacou, é sobre evitar modismos e criar soluções que serão relevantes por muitos anos.


8. Detalhista

Aqui a máxima é: cada detalhe conta. Um bom design mostra respeito pelo usuário, pensando em cada pequeno detalhe para criar uma experiência verdadeiramente memorável.


9. Ecológico

Design consciente é o futuro, né? É sobre pensar no impacto ambiental de cada escolha de design, criando soluções que são não apenas belas, mas também sustentáveis.


10. Mínimo

E por fim, mas não menos importante, o princípio do minimalismo. Menos é mais, sempre. É sobre focar no essencial, eliminando o excesso e criando soluções que são puras e simples.


Resumão

Fiz esse resumão em formato de #cheatsheet pra você salvar por aí pra quando precisar lembrar de cada conceito:

10 princípios do bom design de Dieter Rams [cheat sheet]

Como aplicar os 10 princípios em um design na prática

Pra mandar bem na aplicação dos princípios de Rams, comece inovando sem medo, mas sempre com foco em resolver problemas reais, tá? O visual conta muito, mas a funcionalidade não pode ficar pra trás.


Seu design tem que ser fácil de entender, sem complicações, e permitir que o usuário se expresse à sua maneira. Honestidade é tudo: entregue o que prometeu, sem enrolação. E não esqueça, o que é feito pra durar nunca sai de moda!


Atenção aos detalhes faz toda a diferença, e pensar no impacto ambiental não é só legal, é necessário. E, claro, menos é mais: foco no essencial, sem excessos.


⚡️ Um bom exemplo dessa aplicação de forma 360 é a Apple, que é simples e funcional na medida, é meticulosamente detalhista e transparente, ama inovar e estar à frente do mercado, foca no design e na estética e cria experiências incríveis com foco no usuário.


Tá animado pra colocar tudo isso em prática? Pra te ajudar na aplicação dos 10 princípios de Rams eu preparei esse #checklist, dá uma olhada:

Colocando em prática os 10 princípios do bom design [checklist]

A relação dos princípios de Rams com o branding

Ah, agora a gente chegou em um ponto que é pura sinergia: a conexão entre os princípios de Rams e o mundo do branding. E olha, essa relação é mais profunda do que parece à primeira vista.


Quando a gente fala de branding, estamos falando de construir uma personalidade de marca que ressoa com as pessoas, né? E aqui, os princípios de Rams entram como uma luva. Vou te explicar o porquê.


Inovação no branding é sobre ser pioneiro, criar tendências e não apenas seguir o que já está no mercado. É sobre ter uma voz única que destaca sua marca na multidão.


Utilidade é sobre criar valor real para os seus clientes, oferecendo soluções que atendem às suas necessidades e desejos de forma eficaz e emocional.


Estética no branding vai além do visual. É sobre criar uma experiência sensorial completa que encanta e cria uma conexão emocional com o público.


Compreensibilidade é chave para criar mensagens de marca claras e eficazes que comunicam exatamente o que sua marca representa, sem confusões.


Discrição é sobre criar uma marca que respeita seu público, que comunica de forma sutil e eficaz, sem ser invasiva.


Honestidade no branding cria uma relação de confiança com o público, algo que é vital para construir uma marca de sucesso a longo prazo.


Durabilidade é sobre construir uma marca que resiste ao teste do tempo, que não é apenas uma moda passageira, mas que tem uma visão e valores sólidos que permanecem relevantes ao longo dos anos.


Detalhismo no branding é sobre criar experiências memoráveis, pensando em cada ponto de contato com o cliente para criar uma jornada de marca coesa e encantadora.


Ecológico é sobre construir uma marca consciente, que se preocupa com o impacto ambiental e social de suas ações.


Minimalismo no branding é sobre focar no que é realmente importante, criando uma mensagem de marca clara e focada que ressoa com o público.


Pra continuar aprendendo 🫶

Se você quer saber mais sobre esse princípios de Rams, você pode ler seu livro “Dieter Rams: Ten Principles for Good Design”. Você encontra esse livro a venda em lojas como Amazon ou Mercado Livre. Outra dica do autor é o livro "As Little Design as Possible", que também tras consigo essa linha de raciocínio do minimalismo.


E se quiser saber mais sobre a vida e história inspiradora de um dos nomes mais revolucionários do design, você pode ver o documentário Rams e entender a sua importância pro futuro do design.



Clara Ramos - Branding de propósito

Clara Ramos

Meu nome é Clara Ramos, sou designer há mais de 8 anos e marketeira desde que me conheço por gente, vejo o branding de propósito como uma missão pra mostrar que o design é mais que estética.

Pra mim, o marketing precisa ser mais humano e sustentável, valorizando o propósito e a essência de cada marca. E mostro que isso faz parte da performance! Utilizo o design como ferramenta de comunicação poderosa e o conteúdo como chave pra enriquecer a experiência do usuário.

Assina a news e vamos aprender juntos! 👇


128 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page